Benefícios da Dieta FODMAP

Dieta Foodmap
Muitas pessoas sofrem de problemas estomacais tais como a Síndrome do Intestino Irritável (SII), uma condição que se caracteriza por inchaço e dores abdominais, flatulências, constipação, diarreias, entre outros. Quem passa por essa situação, sabe o quanto esses problemas reduzem a qualidade de vida.

Com o objetivo de amenizar esses sintomas pra lá de desagradáveis, o Dr. Sue Shepherd desenvolveu a Dieta FODMAP em 1999. Trata-se de um programa nutricional considerado como o mais eficaz para combater os sintomas da Síndrome do intestino irritável (SII), segundo estudos publicados em revistas médicas de renome internacionais.

Mas como funciona a Dieta FODMAP? FODMAP é uma sigla de “fermentable oligosaccharides, disaccharides, monosaccharides and polyols”, se referindo a um conjunto de moléculas que são pouco absorvidos, acarretando em uma digestão difícil para a maioria das pessoas que sofrem de transtornos alimentares.


Confira: Gel Redutor de Medidas, Flacidez e Estrias >>>

Como estas moléculas não são muito bem absorvidas pelo intestino delgado, elas continuam seu longo percurso ao longo do trato digestivo até chegar ao intestino grosso, onde atuam como uma fonte de alimento para as bactérias, ocasionando em fermentação que dará origem a todos aqueles sintomas desagradáveis.

Segundo o Dr. Sue Shepherd e outros especialistas nesse assunto, é possível reduzir esses sintomas drasticamente, retirando da dieta os “alimentos FODMAP”, ou seja alimentos ricos em hidratos de carbono de cadeia curta (frutose), lactose, álcoois de açúcar (manitol, sorbitol, xilitol) e os frutanos e / ou galactanos.

Quais são os alimentos FODMAP?

FODMAP Alimentos
Frutanos Trigo, centeio, cebola, alho, alcachofra
Lactose: Leite e derivados como iogurte, queijos, sorvete, creme de leite, sobremesas lácteas, leite condensado, leite em pó, entre outros.
Galacto-oligossacaridíos (GOS) Leguminosas em geral como feijão, lentilhas, grão de bico, vegetais crucíferos como repolho e brócolis, bebidas de soja, pimentão, amendoim e arroz
Frutose Mel, maçã, pera, melancia, manga, mirtilo
Polióis (sorbitol, xilitol, manitol) Maçã, pera, frutas secas, damasco, abacate, cogumelos, couve-flor, balas dietéticas

A Dieta FODMAP é benéfica para qualquer pessoa?

Se você se encaixa nessa grande parcela de pessoas que sofre de Síndrome do intestino irritável (SII) ou Síndrome do Cólon Irritável, como também é comumente chamado, considere a ideia de adotar a Dieta FODMAP. Embora não seja garantia que a dieta possa resolver os problemas de todos que tem problemas digestivos crônicos, vale a pena fazer uma tentativa.

O ideal seria uma consulta com uma nutricionista ou nutrólogo para uma investigação mais minuciosa, para analisar a associação de outras alergias alimentares tais como glúten (proteína do trigo), lactose (açúcar do leite), ovos, amendoim, soja, frutos do mar (camarão, caranguejo, lagosta), entre outros.

O nutricionista também analisará se os alimentos FODMAP podem ser a causa dos sintomas e através de uma orientação especializada e de um plano alimentar que deve ser seguido de 6 a 8 semanas, o profissional analisará o progresso e reintroduzirá os alimentos excluídos gradualmente.

Só para lembrar que cerca de 10% da população mundial sofre de Síndrome do Intestino Irritável, o que corresponde a um número bastante significativo. Desta forma, a Dieta FODMAP pode ser uma alternativa que vale a pena ser tentada a fim de minimizar os sintomas desagradáveis das síndromes crônicas.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *