Efeito Platô – O que fazer quando não emagrecemos?


Quem nunca se sentiu frustrada, quando em meio a uma dieta, simplesmente percebeu não estar emagrecendo uma grama sequer? Com certeza, esse é um dos principais motivos que fazem as pessoas, abandonarem a dieta, por se sentirem totalmente desmotivadas pelos ponteiros da balança… Mas na verdade o culpado se chama Efeito Platô.

Sempre que iniciamos uma dieta, especialmente aquelas de emergência e restritivas, nos deparamos com um emagrecimento rápido nos primeiros dias. E isso é motivador, já que o sacrifício muitas vezes é imenso e a gente abre mão de comer muita coisa que gosta para aderir à dieta.

Mas o pior vem depois… Sem mais nem menos, você se pesa e percebe que não tem perdido um grama, mesmo seguindo a dieta religiosamente. Dá desespero, tristeza, vontade de largar a dieta e tudo mais. Mas eu quero que você entenda, que não é preciso desistir da dieta para combater o efeito platô.


Confira: Gel Redutor de Medidas, Flacidez e Estrias >>>

O efeito platô ocorre geralmente após algumas semanas em uma dieta rigorosa. É a resposta do seu corpo, uma reação de sobrevivência, pois devido à pequena quantidade de calorias ingeridas, o corpo não perde somente gordura, ele perde também massa muscular e líquidos. E para preservar a massa magra, ele vê que a única solução é armazenar a gordura para gerar energia.

Mas o efeito platô não é uma condição eterna. É apenas temporário, e pode acontecer em qualquer momento da dieta, com qualquer pessoa. Em outros casos, pode ser também porque o corpo já se habitou à aquela rotina da dieta e até pessoas que tem uma dieta balanceada e praticam atividade física, podem vir a sofrer com o efeito platô.

Pessoas que costumam pular as refeições também são alvo fácil para o platô. Como o alimento não entra, o metabolismo é reduzido e o resultado é uma perda de peso praticamente inexistente.

Mas não deixe esse monstro te vencer! Com algumas medidas podemos combater esse monstrengo aí! Às vezes algumas mudanças na rotina, tanto na alimentação como nos exercícios já ajuda a superar o problema.

Veja algumas dicas para combater o efeito platô:

* Não fique numa mesma dieta por muito tempo, principalmente se ela for restritiva. Ou seja, alterne de dieta de vez em quando, lembrando que a melhor opção é sempre uma dieta equilibrada e balanceada.

* Calcule sua taxa metabólica basal para saber a quantidade certa de calorias que deve perder. Não reduza as calorias drasticamente. O ideal é que seja um processo gradual, para que o corpo não reaja com o efeito platô.

* Se é sedentária, então é melhor começar a se mexer. Atividade física, especialmente anaeróbica ajuda e muito a combater o platô.

* Se já pratica atividade física, então faça algumas mudanças nos exercícios e se tiver um instrutor, peça ajuda à ele para elaborar uma nova programação de exercícios.

* Não se deixe enganar pela balança. Muitas vezes o peso não altera, porém isso não significa que os exercícios e dieta não estão surtindo efeito. Se você faz malhação, você ganha massa muscular, mas também perde gordura. Use outros critérios para medir seu emagrecimento, como fita métrica ou pela roupa.

* Não entre em desespero e nem desista de emagrecer, tenha em mente que o efeito platô vai ser temporário e pode ser revertido.

* Perseverança sempre! Essa é a chave para conseguir bons resultados em todas as áreas da nossa vida, inclusive ligadas à saúde e emagrecimento. Força sempre, desistir jamais!

Adicionar a favoritos link permanente.

3 Comments

  1. olo suzi eu tambem sofro de efeito plato estou a fazer dieta a um mes nada de emagrecer faco exercicios todos os dias 15 minitos nada por favor me ajude tenho 1,70 de altura e peso 95kg

  2. é uma mega dica as vezes ficamos sem entender o que está acontecendo com o nosso próprio corpo…principalmente no meu caso que já estou com 46 anos complicado…mas valeu obrigada!!!

  3. Ola. muito obrigada pelas dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *