Ser esbelta não é ser magra, cuidado com os exageros.


Atualmente cerca de 50% das adolescentes e consequentemente as mulheres adultas, sofrem, sofreram ou estão a caminho de sofrer com problemas de peso. Além do fator excesso de peso, mas pior que isso é a fixação por estar magras, as tão faladas Anorexia e Bulimina, que já atinge 20% da população feminina, esses distúrbios psicológicos tem feito vítimas no mundo todo.
Texto baseado no Anorexia e Bulimia – Obsessão por dieta, do Dieta & Beleza

Quando uma simples dieta passa a ser obsessão

Normalmente quem percebe o começo desses distúrbios, não é a própria pessoa, mas sim familiares. Na maioria das vezes as mais afetadas são as adolescentes entre 13 e 18 anos, ou pessoas emocionalmente frágeis, que se deixam levar pela mídia ou por pressão da própria sociedade.


Confira: Gel Redutor de Medidas, Flacidez e Estrias >>>

Percebe-se que uma pessoa está começando a ter problemas quando, deixa de se sentar à com a família, ou come um pouco logo em seguida para o banheiro (provavelmente para vomitar). Quando sempre diz que não está com fome, ou que está com pressa e não tem tempo para comer (ou seja arruma desculpas para não se alimentar, sem dizer que está de dieta), passa a fazer exercícios demais, muito além do normal.

Além disso para essa pessoa, dietas, calorias, componentes e nutrientes dos alimentos, suplementos e remédios, passa ser o assunto principal, de uma forma persistente, tão persistente que se esquece de outros assuntos. Essa pessoa deixa de sair com amigos e até briga com quem lhe contraria, dizendo a verdade.

Querer aprender a se alimentar bem e a ter uma vida saudável é ótimo e essencial. Mas tudo isso de forma exagerada, não é um bom sinal. Uma pessoa com essas atitudes, precisa de ajuda, pois corre o risco de ser um sério candidato à problemas alimentares.

O que é Anorexia e Bulimia

Existe uma diferença entre os dois termos, mas que são causados pelo mesmo problema. A vontade de ser magra.
Grande parte dos anoréxicos sofrem de bulimia, mas nem sempre os que sofrem de bulimina é anoréxico.

A anorexia é um distúrbio psicológico e alimentar, acontece quando a pessoa radicaliza na alimentação e/ou só bebe água, exagera nos exercícios e ainda se veem gordas, mesmo estando no peso ideal. Ou seja é ser magro e querer emagrecer ainda mais.
Uma pesquisa feita mundialmente, coloca a anorexia como a doença psicológica com maior incidência de mortes no mundo todo. A busca desesperada para ter o corpo da modelo que se vê nas revistas está causando mais vítimas a cada dia, principalmente entre os adolescentes.

A bulimia, é um problema mais de ordem psicológica, a pessoa come e num instante de sentimento de culpa, passa a forçar vômito e usa laxantes e diuréticos, achando que assim não engordará ou conseguirá acelerar o emagrecimento. Mas quase nunca isso não acontece, não se emagrece ficando sem comer.
Algumas pessoas comem pouco e mesmo assim se sentem culpadas, mas tem pessoas que comem muito e depois se arrepende.

É preciso estar ciente de que os dois provocam problemas, muitas vezes irreversíveis, que pode levar a morte, como os casos das modelos, Ana Carolina Reston e Isabelle Caro. Em 2007, Isabelle Caro posou nua para uma campanha contra a anorexia, a foto mostrada é real, isso é consequência da obsessão em estar magra.

Aprenda a ter limites

Peso ideal é aquele em que nos sentimos bem, mas esse lema não se encaixa neste caso. É preciso pensar que magreza não é beleza.
Peso ideal depende de muitos fatores como, idade, altura, densidade óssea, tamanho dos órgãos internos, além dos fatores emocionais e situações adversas, como período de TPM, inchaço climático, prisão de ventre e outros. A maioria das mulheres depois que tem filhos, “encorpam”, assim como acontece na transição menina-moça-mulher.

Os cálculos de IMC [IMC = peso / (altura)2], pode ajudar a ter uma base, mas é um generalizado, cada corpo tem suas diferenças e somente um médico pode realmente nos informar o peso ideal. O melhor é que o resultado esteja entre 18,5 a 25, sendo que esse 18,5 é o mínimo do mínimo.

Querer se manter sem excesso de peso é sadio e necessário, mas viver fissurados em ter aparência de modelos “magribelas”, não é nada saudável, nem para o corpo quanto mais para a mente. A grande maioria das fotos de revistas, nas quais as adolescentes se espelham, muitas vezes são fotos alteradas por programas de edição de imagem e não mostram a realidade.

No fundo todos sabem que, com uma alimentação saudável, balanceada e atividade física, pode-se alcançar qualquer objetivo, sem prejudicar a saúde.
Não adianta remédios, pois tem os efeitos colaterais. Não adianta ficar sem se alimentar, pois isso só faz metabolismo estacionar de vez. Não adianta malhar o dia inteiro, isso pode causar fadiga muscular.
É preciso aprender a ter um estilo de vida saudável e ativo e não por alguns dias, mas sim para sempre.

Assistam, vale a pena!!!!

É preciso reconhecer os limites do próprio corpo, é preciso ser realista. Nosso organismo tem limites, então respeite-os. A saúde deve sempre vir em primeiro lugar. Mude saudavelmente seu estilo de vida e vai estar sempre bem.

Texto baseado no Anorexia e Bulimia – Obsessão por dieta, do Dieta & Beleza

Adicionar a favoritos link permanente.

2 Comments

  1. a gente tem que se gostar como agente e,usando a roupa deacordo com o seu corpo, mostrando o que se pode mostrar.


  2. Oi, Ciça Lu. Isso mesmo amiga, ter amor próprio é fundamental, mesmo quando se está com algumas gordurinhas. Afinal de contas, só se cuida do que se ama. Se apaixone por si mesma a cada dia.
    Bjs
    Suzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *